Doçura e exclusividade: uma receita com a cara do Natal

Integração Online | Gastronomia | 21 dez de 2017 | por: Ana Júlia Tiellet
Fotos: arquivo pessoal | SM2 Fotografia e Vídeo

A noite do dia 24 merece aromas, sabores e texturas especiais

A tradição europeia que espalhou-se por boa parte do mundo ocidental coloca à mesa fartura e fraternidade. Assim é a ceia natalina que ocupa lugar de destaque nas comemorações de final de ano. Mas, além de sua importância e significados, há que se lembrar das questões práticas envolvidas. Afinal, todos querem receber bem os convidados especiais no dia 24 de dezembro. Nessas horas, uma ajudinha de quem é expert em gastronomia faz toda a diferença.

“A Ceia de Natal significa o e união e um grande banquete e foi se adaptando a gastronomia de cada país e cada região. Cada país tem seus pratos típicos, no Brasil ainda temos a tradição de uma ave na mesa, que pode ser o peru, chester ou até mesmo um frango tradicional. Assim a ceia cabe no bolso de cada um”, ressalta a professora coordenadora do Curso Superior Tecnologia em gastronomia da Faculdade Guairacá, Lila Pires. Ela destaca, ainda, a importância da apresentação do menu.

Além da tradicional ave, há outras figurinhas carimbadas no menu desta noite especial. A chef guarapuavana Thaiana Wosniak, indica três ingredientes que não podem faltar.

“Uva passa, embora seja detestada por metade da população não tem como negar que deixa tudo com cara de ceia de Natal. E eu, particularmente, adoro!Também precisa ter nozes, nem que seja como tira gosto. E as cerejas frescas que, além de deixarem a mesa linda e contribuírem para a decoração, são deliciosas e só encontramos nessa época”.

Depois do tira gosto, do prato principal e seus acompanhamentos essenciais, nada melhor do que finalizar a ceia com doçura e beleza. Para isso, a chef que faz sucesso no YouTube com o canal “Cook & Roll”, depois de ter participado do Master Chef Brasil, preparou uma receita especial para o Integração. Thaia aposta em um bolo clássico ao qual adicionou algumas pitadas de exclusividade, o Red Velvet.

“Não existe nada mais natalino que o bolo vermelho de massa aveludada e cobertura branquinha como a neve. Existem muitas receitas de Red Velvet por aí e eu cheguei nessa depois de testar várias e ajustar muitos ingredientes, por isso, considerem essa como um verdadeiro presente de natal”, oferece a chef. Agora é só montar o menu, selecionar os ingredientes e colocar a mão na massa para garantir uma bela celebração.

Bolo Red Velvet

INGREDIENTES:

Massa

300 g de farinha de trigo
2 ovos
1 colher de chá de fermento em pó
1/2 colher de chá de sal
10 g de cacau em pó
Corante em gel vermelho e um toque do pink (só misturando os dois pra ele ficar bem vermelho)
120 g de manteiga sem sal em ponto de manteiga
1 colher de sopa de baunilha
250 ml de leite integral em temperatura ambiente
2 colheres de chá de vinagre de maçã
1 colher de chá de bicarbonato

Recheio e cobertura
500 g de cream cheese de qualidade
100 g de manteiga em ponto de pomada
600 g de açúcar de confeiteiro (pode ser que você goste da cobertura um pouco mais doce, para isso, adicione mais açúcar e vá testando)
1 colher de sopa de essência de baunilha
1 colher de chá de essência de leite (opcional)
Suco de um limão

PREPARO:

Massa

Pré aqueça o forno a 180 graus.
Forre o fundo de 2 formas de 20 cm ou 1 de 25 cm com papel manteiga. Não unte.
Peneire juntos a farinha, fermento e o sal.
Misture o corante com o cacau em pó com a ajuda de um palito de madeira. Cuidado pra não pintar as mãos! Caso não tenha muita prática, recomendo usar luvas. Não existe uma quantidade certa pois depende da qualidade do corante. Recomendo umas duas colheres de sopa de corante. Use mais se achar que a massa não está vermelha o suficiente.
Misture uma colher de vinagre com o leite. Ele precisa descansar por aproximadamente 10 min, até formar o que chamamos de “buttermilk”.
Coloque 120 g de manteiga na batedeira e bata até deixar a mistura bem cremosa.
adicione o açúcar e bata até a mistura ficar bem fofinha, uns três minutos.
Acrescente os ovos um a um, batendo bem entre cada adição.
Hora de acrescentar a pasta de cacau com corante. Não se assuste se der a impressão de que a mistura “talhou”.
Diminua a velocidade da batedeira para o mínimo e vá acrescentando de forma intercalada, aos poucos, a mistura dos secos com a mistura do leite (buttermilk).
Retire a tigela da batedeira e misture a outra colher de vinagre com o bicarbonato. Coloque rapidamente na massa e misture delicadamente para incorporar.
Distribua nas formas e leve ao forno por aproximadamente 25 minutos.
Espere esfriar completamente.
Desenforme e retire o papel manteiga. Embrulhe em plástico filme e leve à geladeira por duas horas antes de cortar para rechear.
Coloque o recheio no saco de confeiteiro para auxiliar na hora de espalhar.
Caso queira um naked cake, decore com frutas e polvilhe açúcar de confeiteiro para finalizar.

Recheio e cobertura
Bata a manteiga com o açúcar peneirado e acrescente o cream cheese aos poucos. Junte as essências e o suco de limão. Deixe na geladeira por duas horas antes de utilizar.

OBS.: O bolo da foto foi feito com uma receita e meia e decorado com ganache de chocolate branco tingido com corante específico para chocolate. Caso não saiba preparar ganache, a receita está no canal Cook and Roll do YouTube.

Leia a matéria original na íntegra

Compartilhe este post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *